18/04/2017 às 09h57
Municípios

Diárias da Prefeita e do Vice sobem para R$ 750 em Dom Inocêncio

Decreto assinado pela prefeita Virgínia (PP) aumenta o valor das diárias do Poder Executivo

Créditos: Montagem/Acesse Piauí

Enquanto a maioria dos gestores públicos fala em crise e dificuldades financeiras, a prefeitura de Dom Inocêncio demonstra exatamente o contrário. Após enviar projeto para a Câmara propondo aumento de 32% na remuneração dos secretários municipais, a prefeita Virgínia (PP) assinou decreto aumentando o valor da própria diária, do seu vice, dos secretários, assessores, chefe de gabinete e coordenadores.

Conforme o decreto assinado no dia 3 de abril, Virgínia e Marcos Damasceno passam a ganhar diárias de R$ 750 nas viagens feitas para fora do Estado. A elevação corresponde a um aumento de 7,14% em relação à legislatura anterior, quando o valor das diárias já era considerado alto para o município de Dom Inocêncio.

Se forem a Petrolina-PE, por exemplo, cidade que fica a apenas quatro horas de Dom Inocêncio, Virgínia e Marcos terão direito a receber os R$ 750 dos cofres públicos. Se a viagem for para dentro do Piauí, a diária paga aos dois políticos será de R$ 560, um reajuste de 21,7% em relação às viagens dentro do estado nos anos anteriores. Secretários, chefe de gabinete, controlador e assessor jurídico passam a ter diárias de R$ 550 para fora do estado e R$ 450 em viagens dentro do estado. Chefes de departamento, supervisores escolares, médicos e coordenadores terão direito a diárias de R$ 260 dentro do Estado e R$ 330 para deslocamentos fora do Piauí.

Veja o decreto que aumentou o valor das diárias na íntegra clicando aqui.

Realidades distintas

Enquanto a prefeita, o vice e os assessores ganharão altas diárias, um motorista de ambulância que viaja várias horas consecutivas transportando doentes para São Raimundo Nonato, Floriano ou Picos terá direito a uma diária de apenas R$ 75. Os motoristas que forem para Teresina, a 615 km de Dom Inocêncio, ganharão somente R$ 200 pela diária.

Na contramão da crise

A gestão em Dom Inocêncio age na contramão das administrações de outras cidades e até de Estados. Exemplos dessa disparidade não faltam: para cortar gastos, o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), enviou projeto para a Câmara reduzindo mais de 800 cargos na administração municipal. Já o governador Wellington Dias (PT) assinou decreto em março cortando 30% das despesas de custeio do Estado.

Enquanto isso, em Dom Inocêncio, um município praticamente sem arrecadação própria e que vive basicamente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), a prefeita só tem aumentado gastos ao longo dos primeiros meses de gestão. As medidas que elevam a gastança de recursos públicos ocorrem mesmo com a alegação de ter encontrado um município com dificuldades e em situação de emergência.

Outro Lado

A reportagem do Acesse Piauí tentou contato com a assessoria jurídica da prefeitura de Dom Inocêncio para explicar os motivos do aumento, mas até a publicação desta matéria não havia obtido retorno. No decreto, a gestão municipal justifica que aumentou o valor das diárias, entre outros motivos, devido a elevação no preço das passagens, hospedagens e da alimentação ocorrido nos últimos anos.

Fonte: Acesse Piauí
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comente usando o Facebook
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FACEBOOK

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© Copyright 2012 - 2017. Todos os direitos reservados.
  topo