29/03/2017 às 00h04
Política

Fábrica de cimento 'Itapissuma' voltará a funcionar no PI em até dois meses

O jornal Meio Norte desta terça-feira (28/03) divulgou que o governador Wellington Dias (PT) e o diretor do Grupo João Santos, Geraldo Santos, anunciaram a reabertura da fábrica de cimento Itapissuma, após reunião de duas horas, no Palácio de Karnak. A Fábrica voltará a funcionar no município de Fronteiras (403 km de Teresina) no prazo de 60 dias.

Segundo os dados da reunião, o governo vai parcelar o pagamento Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e serviços (ICMS) no período em que a Itapissuma ficou paralisada; vai interceder junto às empreiteiras que trabalham para o governado do Estado para que comprem o cimento da indústria de Fronteiras; continuar com a construção da estrada de acesso a indústria ao mercado consumidor através do Ceará; e interceder junto à Eletrobras Piauí para aumentar a oferta de energia elétrica de qualidade para a indústria.

Por conta da perda 80% do mercado, foi decidido pelo diretor Geraldo Santos a paralização das atividades da indutria de cimento Itapissuma no mês de fevereiro deste ano. Antes da empresa ser fechada ela produzia 250 mil a 300 mil sacos de cimentos por mês com 500 trabalhadores. A fabrica irá voltar a funcionar em dois meses trazendo mais oportunidades de empregos já contrando 350 empregados e produzindo 300 mil sacos de cimentos por mês. O diretor Geraldo Santos declarou que será preciso dois meses para acompanhar as tratativas do governo do estado e para readequação dos fornos da industria.

Acretidamos que com a retomada da produção, os piauienses não só poderão consumir cimento fabricado no Piauí como acredito que vai haver reaquecimento da produção e os empregos dos 500 tralhadores serão recuperados. Acredito que a empresa vai contratar mais de 500 empregados", falou weligton Dias.

A reunião também contou com a presença do superintendente do grupo João Santos, Fernando Gusmão; o consultor da empresa, Leonides Alves, piauiense ex-superintendente da Sudene (superintendência de Desenvolvimento do Nordeste); os secretários estadual Luiz Coelho (Mineração, Petróleo, Gás e Energias Renováveis; José Nery Filho, o Nerinho (Desenvolvimento Econômico e Tecnológico) e Merlong Solano (Governo) e a deputada estadual Liziê Coelho (PTB).

Fonte: Jornal Meio Norte
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comente usando o Facebook
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FACEBOOK

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© Copyright 2012 - 2017. Todos os direitos reservados.
  topo