26/10/2015 às 18h46
Esporte

Corinthians muda estratégia e passa a valorizar Alexandre Pato

Atacante talvez tenha que retornar ao alvinegro no ano que vem

Se antes o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, dizia que rezava todos os dias para vender Alexandre Pato e o superintendente de futebol, Andrés Sanchez, ameaçava emprestar o atacante para o Bragantino, e com isso acabavam desvalorizando o jogador, agora a estratégia mudou no Parque São Jorge. O clube diz que Pato vive grande fase e vale R$ 100 milhões.

"Todo mundo tem que pensar melhor, não vamos desvalorizar o que é nosso. Ele busca o que é melhor pra ele, nós buscamos o que é melhor pra nós. Se puder juntar as vontades, melhor", disse Roberto de Andrade nesta quinta-feira.

Na última quarta-feira, após a derrota do São Paulo por 3 a 1 para o Santos, pela Copa do Brasil, Alexandre Pato admitiu que pode estar de saída do Morumbi. O empréstimo do atacante termina em dezembro. "Tenho pouco mais de 30 dias ainda aqui no clube. Se o São Paulo não se interessar, tenho que pensar em mim e viver minha vida", afirmou.

Para o São Paulo, a multa para contratar o jogador é de 10 milhões de euros (R$ 40 milhões). O clube tricolor até poderia comprá-lo até dezembro por esse preço e tentar vendê-lo depois por R$ 100 milhões, mas o clube não tem dinheiro para fazer essa operação, além de não ter a certeza de que aparecerá alguém disposto a pagar essa quantia no jogador.

Na semana passada, Alexandre Pato se reuniu com Sanchez e Kia Joorabchian, um de seus representantes, em uma pizzaria em São Paulo. No encontro foram discutidas propostas para o jogador voltar a jogar na Europa. O Corinthians pagou R$ 45 milhões pelo jogador em janeiro de 2013 e espera não ficar no prejuízo. Pato também tem interesse em retornar ao futebol europeu no próximo ano.

Como tem contrato com o clube alvinegro até dezembro de 2016, a última oportunidade que o clube tem para vender o jogador para o exterior é na janela de transferências em janeiro. Na próxima janela, no meio do ano, ele já está livre para assinar um pré-contrato com outro clube e deixar o Parque São Jorge de graça no fim da temporada.

RETORNO - Diante deste cenário de incertezas, o Corinthians não descarta neste momento, inclusive, a possibilidade de reintegrar o jogador ao elenco já partir de janeiro. "É uma bobagem criar desgaste em uma relação que tem vínculo contratual. Pode ter cara feia, pode ficar de bico, mas se tem vínculo vai ter que vir para cá", disse Roberto de Andrade.

Fonte: Estadão
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comente usando o Facebook
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FACEBOOK

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© Copyright 2012 - 2017. Todos os direitos reservados.
  topo