06/10/2015 às 12h08
Esporte

'Vem passar o que estou passando', diz Dedé há quase 1 ano sem jogar

Dedé não joga desde o dia 5 de novembro de 2014, quando sofreu a lesão no joelho

O zagueiro Dedé, do Cruzeiro, está afastado dos gramados há 11 meses. Nesse período, ele está se recuperando de uma cirurgia no joelho direito. Na segunda-feira, o jogador fez um desabafo nas redes sociais na segunda-feira, com uma foto dos prêmios individuais que ganhou nas temporadas passadas.. O camisa 26 da equipe mineira negou que esteja negociando com outro clube e ainda respondeu as seguidas críticas que vem recebendo.

"Só rindo! Segunda vez que me colocam no Palmeiras, sem existir absolutamente nada. O outro ainda vai e diz que vou ser reforço para o Cruzeiro se eu sair. BI CAMPEÃO BRASILEIRO, CAMPEÃO MINEIRO 2014, MELHOR ZAGUEIRO DO BRASILEIRÃO 2013/2014, BOLA DE PRATA 2013, GAZETA 2013/2014, MELHOR ZAGUEIRO DO ÚNICO CAMPEONATO MINEIRO DE 2014, há quase onze meses machucado e ainda tome crítica. Vem passar o que estou passando para ver o que é bom", escreveu o zagueiro em seu Instagram.

Dedé não joga desde o dia 5 de novembro de 2014, quando sofreu a lesão no joelho na partida contra o Santos, pela semifinal da Copa do Brasil. O zagueiro ainda tentou um tratamento convencional, mas teve que recorrer a cirurgia em janeiro desde ano. Durante o ano, ele chegou a trabalhar com bola, mas não foi liberado para voltar a jogar. O departamento médico do Cruzeiro trabalha com a ideia do jogador ser utilizado apenas na pré-temporada de 2016.

Muitos seguidores de Dedé o apoiaram nas redes sociais.

"Quando o Mito voltar a jogar, preparem as taças", escreveu um fã.

"Relaxa guerreiro. Já já tu estará de volta arrebentando no Cruzeiro", disse outro.

"Sua hora vai chegar Mito, espera e confia em Deus!".

"Volte para o Vasco pelo amor de Deus!!!".

Fonte: Jornal Extra
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comente usando o Facebook
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FACEBOOK

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© Copyright 2012 - 2017. Todos os direitos reservados.
  topo