16/07/2015 às 15h25
Política

Encontro de governadores é marcado por inclusão do PI em programa nacional

O secretario de segurança do Piauí, Fábio Abreu, por sua vez, enfatizou as melhorias estruturais nas delegacias do Estado, que espera reforçar o policiamento no interior e dar maior condição ao policial.

O primeiro dia do 4º Encontro de Governadores do Nordeste foi marcado pela inclusão do Piauí no programa nacional “Brasil Mais Seguro”, que prevê fortalecimento do policiamento ostensivo, melhoria na investigação de mortes violentas e aproximação entre forças de segurança e comunidade. 



Segundo Daniel Oliveira, secretário de Justiça do Piauí, o encontro é importante para definir pontos estratégicos relacionados ao sistema prisional do Estado e, ainda, discutir a inclusão do Piauí ao programa nacional de segurança pública, que poderá contribuir com uma Justiça mais célere.

“Esse encontro discute políticas públicas de integração entre os estados do Nordeste e com isso, o Piauí poderá ser beneficiado, pois, isso implica em novas tecnologias a serem aderidas. É crucial que os estados vizinhos estejam envolvidos nessa busca por melhorias”, disse Oliveira.

Sobre a interação entre os Estados, o secretário de Segurança do Maranhão, Jefferson Miler Portela e Silva, afirmou que já trabalha assim com o Piauí e que as atividades estão trazendo resultados positivos. 

“Ações integradas entre a Polícia Civil e Policia Militar do Piauí com a do Maranhão aproxima a troca de informações e isso tem dado um resultado muito positivo, em relação aos crimes interestaduais de roubos a bancos e outros crimes nos estados. Só no primeiro semestre desse ano houve uma redução de 7% na taxa de homicídios e isso é um ótimo índice”, declarou o secretário. 



O secretario de segurança do Piauí, Fábio Abreu, por sua vez, enfatizou as melhorias estruturais nas delegacias do Estado, que espera reforçar o policiamento no interior e dar maior condição ao policial. “Nós já entregamos a delegacia de Floriano, já iremos também renovar o batalhão do município, modernizar a estrutura e colocar novos equipamentos. Estamos reestruturando algumas delegacias e construindo outras onde não existe, pois o objetivo é reforça esse policiamento para ser bem distribuído ao interior”, ressaltou.

As atividades do 4º Encontro de Governadores retomam agora pela tarde e devem finalizar às 17h, com uma coletiva de imprensa com todos os secretários presentes ao evento. Na sexta-feira (17), o evento prossegue com a participação dos governadores do Nordeste, além da presença dos ministros de Ciência e Tecnologia e Previdência Social. 

Margarete destaca déficit na Previdência durante encontro de governadores
Por Valéria Amorim
(Atualizada às 11h42)


A vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho (PP), afirmou durante o IV Encontro de Governadores do Nordeste, que um dos principais pontos a serem debatidos no evento, serão as propostas e soluções para o déficit no setor previdenciário. A vice-governadora irá participar da reunião entre superintendentes de Previdência Social, substituindo o governador Wellington Dias (PT), que só estará presente amanhã na continuação do encontro. 



“O que se percebe é que no Piauí, Pernambuco, Bahia, Paraíba o orçamento da Previdência Social é bem próximo ao da Educação, Segurança, Saúde então, por isso, hoje estamos fazendo um esforço para dar conta dos nossos compromissos com o setor previdenciário”, afirma Margarete Coelho (foto acima).

A ex-deputada afirma que em praticamente todos os estados brasileiros, há um grande déficit no setor previdenciário. “Com exceção de Rondônia e Roraima que são estados recém-criados e do Rio de Janeiro que graças aos royalties possui uma forma própria de manter o pagamento, os demais estados não estão dando conta e precisam fazer esforço para pagar pensões e aposentadorias. Para isso, esses estados às vezes deixam até de investir em outros setores básicos para manter o compromisso com a Previdência”, disse Coelho.

Margarete acrescenta que o Piauí está em fase de diagnóstico, analisando inclusive se o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) poderá ou não contribuir nessa questão.


"Queremos que o arrendamento de terras reduza o déficit na Previdência" diz superintendente

“O grande ponto crítico é o déficit que é a dívida que os estados têm que cobrir, pois, toda a arrecadação que vem da contribuição dos inativos e dos pensionistas não dá para pagar a folha dos aposentados e pensionistas, e por conta disso o Estado acaba tirando recursos próprios para cobrir”, afirma Marcos Steiner(foto abaixo), superintendente da Previdência Social no Piauí. Durante o IV Encontro de Governadores do Nordeste, Steiner explicou que, em comparação a outros estados nordestinos, o Piauí é um dos estados onde o déficit ainda não passa de um bilhão.



“Apesar de haver um grande rombo, o Pernambuco, por exemplo, está com um déficit de R$ 1,2 bilhões, ou seja, R$ 100 milhões ao mês. Já o Piauí é de praticamente R$ 61 milhões. Para tentar segurar esse déficit pretendemos fazer um trabalho em longo prazo, lançando mão de terras do semiárido que sejam mais valorizadas por conta da soja e do algodão. Iremos arrendar essas terras que estiverem disponíveis e fazer uma formatação de como vamos ganhar em torno disso recebendo um adiantamento de recebíveis”, acrescenta o superintendente.

Marcos Steiner conta que outra saída para a redução no déficit será a utilização de royalties na exploração do gás natural. “Essa já é uma possibilidade bem próxima, já que parte desses royalties poderá contribuir com o pagamento das dívidas. Todos os estados estão preocupados com essa questão de diminuir o déficit, então agora só precisamos saber quais as formas de fazer isso. O Piauí já sai com vantagem por possui terras aptas a receberem arrendamento, por isso esperamos fazer grandes parcerias”, explica Steiner.


Encontro busca soluções para problemas do NE

“Com o avanço nas discussões poderemos fazer a Carta Teresina e apresentar as propostas ao Governo Federal”, disse o secretário de Administração, Franzé Silva, durante o IV Encontro de Governadores do Nordeste que teve início nesta quinta-feira (16). Franzé Silva afirma que o evento pretende abordar soluções para os principais problemas enfrentados pela região nordestina. 



“Além da Segurança Pública que é um dos problemas mais graves, vamos debater ainda o drama que se configura na Previdência Social. Queremos ainda avançar a questão dos investimentos a serem realizados no setor de Ciência e Tecnologia, pois, os recursos fornecidos a esse setor no Piauí ainda são escassos”, disse o secretário de Administração (foto acima).

Ainda de acordo com Franzé Silva, no final do dia, as equipes técnicas das Secretarias irão apresentar os subsídios aos governadores presentes para que as propostas a serem enviadas ao Governo Federal sejam concluídas no seminário que acontece amanhã (17) no Gran Arrey Hotel. “O objetivo desse encontro é justamente o de concluir a Carta Teresina e angariar mais recursos que contribuam com o desenvolvimento dos principais setores do nosso Estado”, afirma Franzé Silva.

Veja fotos:



Fonte: PortalAz
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comente usando o Facebook
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FACEBOOK

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© Copyright 2012 - 2017. Todos os direitos reservados.
  topo