09/09/2013 às 00:00:00
Municípios

Sem assistência garoto passa necessidades em Dirceu Arcoverde

Gustavo Rodrigues, de 7 anos é uma das crianças envolvidas em acidente com van escolar.



O que parecia ser mais um dia de aprendizagem para o pequeno Gustavo Rodrigues, terminou em uma verdadeira tragédia. No último dia 10 de julho, Gustavo Rodrigues foi uma das 20 crianças que entraram em uma Van Escolar que transportava alunos do município de Dirceu Arcoverde para suas residências no interior do Municipio. No trajeto o motorista sem habilitação, perdeu o controle do veículo que acabou capotando por diversas vezes.

Gustavo Rodrigues fraturou uma perna e teve que ser transportando as pressas para a capital do estado, aonde passou por uma cirurgia de mais de 5 horas. Hoje, 2 meses após o acidente o estudante da 2º série está debilitado em uma cama na sua residência.

-"Eu trabalhava como domestica e ganhava cerca de R$ 300,00 reais, o que ajudava bastante nas despesas de casa. Depois do acidente com o Gustavo tive que largar o emprego. Hoje estamos vivendo apenas do dinheiro do Bolsa Família", diz Elizete Rodrigues, mãe de Gustavo.



"O pai, é vaqueiro e passa a maior parte do dia na mata cuidando de animais de fazendeiros da região, e não tem uma renda fixa", diz Elizete.

Ainda segundo a mãe, Gustavo irá passar mais 4 meses com os parafusos na perna e sem poder andar, -"O Gustavo está reclamando de muitas dores, ele tem que passar o dia todo deitado sem poder se mexer, estamos sofrendo muito com tudo isso", diz.

A mãe está sendo a professora da criança, -"Como o Gustavo não pode sair da cama estou eu mesmo ensinando pra ele, meu filho não pode perder um ano de estudo", diz a mãe.

SEM AJUDA

Elizete Rodrigues ainda revela que o município simplesmente abandonou a criança, -"No dia do acidente me deram uma ajuda de R$ 500,00 reais, 8 dias após a cirurgia do Gustavo veio uma Assistente Social e mandou um carro levar meu filho para o Hospital, para ser examinado por um medico, esta foi a única assistência prestada pelo município, a assistência foi mínima e já estou procurando um advogado para nós defender", diz a mãe.

O irmão mais velho de Gustavo, Guilherme Rodrigues (foto ao lado) de 11 anos também estava na van e acabou com várias escoriações pelo corpo. Guilherme fala com detalhes o que aconteceu, -"O motorista corria muito, fazia as curvas sem frear, eu fui jogado pra fora do carro quando cai ainda vi a van capotando umas duas vezes", diz o garoto.

A reportagem tentou contato com a Prefeitura Municipal de Dirceu Arcoverde mas não obteve resposta.


Residência da família fica a mais de 50 km de um Hospital.


Fotos: Fábio Bastos
Fonte: Saoraimundo.com
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comente usando o Facebook
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FACEBOOK

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© Copyright 2012 - 2017. Todos os direitos reservados.
  topo